Plano de desconfinamento

Ver documento

 

Plano de desconfinamento apresentado pelo Governo. O Plano assenta em critérios científicos e que precisa do contributo de todos.


  • Abertura a 15 de março:
    Creches, pré-escolar e 1.º ciclo (e ATL`s para as mesmas idades);
    Comércio ao postigo;
    Cabeleireiros, manicures e similares;
    Livrarias, comércio automóvel e mediação imobiliária;
    Bibliotecas e arquivos.

  • Abertura a 5 de abril:
    2.º e 3.º ciclos (e ATL`s para as mesmas idades);
    Equipamentos sociais na área da deficiência;
    Museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares;
    Lojas até 200 m2 com porta para a rua;
    Feiras e mercados não alimentares (por decisão municipal);
    Esplanadas (máx. 4 pessoas);
    Modalidades desportivas de baixo risco;
    Atividade física ao ar livre até 4 pessoas e ginásios sem aulas de grupo.

  • Abertura a 19 de abril:
    Ensino secundário;
    Ensino superior;
    Cinemas, teatros, auditórios, salas de espetáculos;
    Lojas de cidadão com atendimento presencial por marcação;
    Todas as lojas e centros comerciais;
    Restaurantes, cafés e pastelarias (máx. 4 pessoas ou 6 em esplanadas) até às 22h ou 13h ao fim de semana e feriados;
    Modalidades desportivas de médio risco;
    Atividade física ao ar livre até 6 pessoas e ginásios sem aulas de grupo;
    Eventos exteriores com diminuição de lotação;
    Casamentos e batizados com 25% de lotação.

  • Abertura a 3 de maio:
    Restaurantes, cafés e pastelarias (máx. 6 pessoas ou 10 em esplanadas) sem limite de horário;
    Todas as modalidades desportivas;
    Atividade física ao ar livre e ginásios;
    Grandes eventos exteriores e eventos interiores com diminuição de lotação;
    Casamentos e batizados com 50% de lotação.

Juntos, vamos vencer a #COVID19